Carregando

Por dentro do mercado de câmbio: especialistas do Topázio esclarecem termos da área

Por banco-topazio | 18 de março de 2021

 Nossos especialistas esclarecem alguns termos importantes para que você tenha mais segurança e autonomia para realizar suas operações de câmbio

No mercado de câmbio acontecem as negociações e comercializações de moedas estrangeiras. As operações incluem transferências financeiras internacionais, bem como pagamentos e recebimentos com cartões internacionais e investimento em moedas estrangeiras.

Esse mercado complexo é regulamentado pelo Banco Central do Brasil e envolve diversas normas e circulares. Existem também normas internacionais a serem seguidas e muitas delas são utilizadas com frequência nas operações. Cada uma dessas questões está relacionada, ainda, a termos específicos. 

E para te ajudar a entender melhor sobre alguns deles, convidamos especialistas do Topázio para explicar o que são IBAN, INCOTERMS e OFAC. Compreender esses termos, além das especificidades do universo cambial, contribuem para que você tenha mais segurança e autonomia para realizar suas operações internacionais. Confira os apontamentos do nosso time:

O que é IBAN

O IBAN (International Bank Account Number) é um padrão internacional de identificação de contas bancárias e registrado em conjunto à SWIFT (Society for Worldwide International Financial Telecommunication). Sua estrutura traz as informações uniformizadas correspondentes ao país, instituição financeira e dados de conta bancária.

“Este código padronizado contém as informações necessárias que viabilizam a identificação de contas em transferências internacionais, facilitando o processamento das transações. No entanto, por se tratar de um código mais complexo, é importante que este seja validado previamente para evitar falhas e atrasos nos pagamentos”, explica a nossa assistente de câmbio, Jaqueline Almeida.

Nem todos os países exigem que seja apresentado este identificador nas transações. Sendo o IBAN utilizado principalmente nos países da União Europeia. Desta forma, utilizar ou não o identificador vai depender da instituição escolhida para fazer a operação. Bem como do banco do destinatário e dos países em que a transferência foi originada e recebida.

Quer receber conteúdos como esse por email? Inscreva-se na nossa newsletter!
É só preencher seus dados no final da página.

INCOTERMS

Os International Commercial Terms (Termos Internacionais de Comércio ou INCOTERMS) estabelecem as responsabilidades entre o comprador e vendedor em uma transação internacional, facilitando o entendimento entre todos os envolvidos. 

Com eles, ambas as partes possuem a clareza de quais serão suas obrigações por meio de uma linguagem padronizada. Auxiliando também a reduzir o ruído gerado pelo distanciamento cultural existente muitas vezes em uma operação de comércio internacional.

“Os INCOTERMS definem as responsabilidades entre todos os envolvidos em uma transação internacional, como o pagamento do transporte da carga, a contratação do seguro, os desembaraços aduaneiros, o local de entrega da mercadoria, entre outros”, detalha Carlos Heidrich Franco, analista de câmbio do Banco Topázio.

Essa divisão de encargos é organizada através de uma lista de códigos, conforme o gráfico abaixo.

gráfico_incoterms_Banco Topazio

OFAC 

A sigla OFAC significa Office of Foreign Assets Control, ou seja, Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros. Fundada em 1950, é uma divisão de inteligência do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos. Sua principal função é regular, administrar e aplicar sanções fundamentadas na política externa do país. Para isso, utiliza normas de segurança nacional contra alguns países, terroristas, regimes políticos e traficantes internacionais.

A analista de monitoramento de câmbio, Karine de Oliveira, explica que a OFAC possui uma lista que é atualizada constantemente, onde encontramos pessoas e organizações monitoradas ou bloqueadas para a realização de transações. O alcance desta lista é para todos que realizam operações financeiras com os Estados Unidos, mesmo que de forma indireta, inclusive pessoas e entidades brasileiras. 

Karine ainda alerta: “É muito importante conhecer e atender às sanções internacionais, sendo a OFAC somente uma delas.”

Esses e muitos outros termos fazem parte da rotina do mercado cambial. Continue acompanhando nosso blog e fique por dentro de mais dicas dos nossos especialistas! 

>> Mercado de câmbio e o funcionamento do ambiente de troca de moedas estrangeiras

>> O que é taxa de câmbio e como ela é calculada

Deixe o seu comentário