Carregando

Open Banking: confira os impactos no mercado com a implementação da 1ª fase no Brasil

Por banco-topazio | 13 de maio de 2021

Confira os impactos no mercado com o início da implementação do Open Banking no Brasil

A implementação do Open Banking (sistema financeiro aberto) vem sendo realizada de forma gradual. Os processos serão em 4 fases e o Banco Central do Brasil (BACEN) espera finalizar o cronograma até dezembro. A primeira fase iniciou em 1° de fevereiro, com a abertura dos dados das instituições participantes: canais de atendimento, produtos e serviços mais relevantes.

Conforme o Gerente de Produtos do Banco Topázio, Hilbert Mondragon, o Open Banking é considerado  “a inovação do momento no mercado financeiro. Logo após o Pix, o BACEN vem trabalhando junto às Instituições na construção de um ambiente aberto, compartilhado e colaborativo, onde será permitido aos usuários participantes compartilhar os seus dados bancários entre instituições financeiras”, destaca.

A previsão de início da segunda fase é até 15 de julho e prevê a inclusão do compartilhamento de dados cadastrais, transações em conta, informações sobre cartões e operações de crédito dos clientes. Já a terceira fase deverá começar até 30 de agosto e a quarta e última fase, deve ser finalizada até 15 de dezembro. 

Impactos da 1ª fase do Open Banking

O Open Banking começou com o compartilhamento dos produtos, serviços e taxas das instituições participantes. Além disso, também estão sendo compartilhadas informações sobre atendimento, horários de funcionamento e os canais utilizados para contato com os clientes, por exemplo. Ou seja, nessa fase, cujo público-alvo são as próprias instituições financeiras ou de pagamento, desenvolvedores, fintechs e acadêmicos, não estão sendo compartilhados dados de clientes.

A partir desta primeira etapa, de acordo com o BACEN, podem surgir soluções que comparam, por exemplo, diversas ofertas de produtos e serviços financeiros, auxiliando as pessoas a escolherem a opção mais adequada de acordo com suas necessidades. Entre as possíveis soluções estão os comparadores de tarifas bancárias, de tipos de contas e de cartões de crédito.

Open Banking confira os impactos no mercado com a implementação da 1ª fase no Brasil_Banco Topázio

Hilbert Mondragon, Gerente de Produtos do Banco Topázio

De acordo com Hilbert, “o mercado já está obtendo inúmeros resultados positivos, como por exemplo, o comparativo de taxas e produtos entre as instituições. Em breve, vem aí a fase 2, o coração do sistema Open Banking, onde haverá o compartilhamento dos dados dos consumidores trazendo mais benefícios a todos.”, destaca.

Quer receber conteúdos como esse por email? Inscreva-se na nossa newsletter!
É só preencher seus dados no final da página.

Perspectivas e expectativas para as próximas fases

O compartilhamento dos dados dos clientes será feito a partir da segunda fase e isso só acontecerá com consentimento de cada cliente, por prazo determinado e com possibilidade de cancelamento a qualquer tempo. Portanto nesta etapa, que inicia em julho, os clientes terão a possibilidade de autorizar o compartilhamento dos seus cadastros e de informações sobre suas transações financeiras relacionadas a contas, cartão de crédito e operações de crédito com outras instituições.

Na terceira etapa, em agosto, haverá possibilidade do compartilhamento de serviços, principalmente o encaminhamento de proposta de operação de crédito e da iniciação de pagamentos. Neste momento, conforme o diretor de Regulação do BACEN, Otávio Damaso, há uma junção do Open Banking com o Pix

Na última fase, ingressam outros produtos e serviços financeiros tais como seguros, previdência e investimentos. Segundo o BACEN, dessa forma, o ecossistema deverá continuar a evoluir mesmo após a implementação de todas as fases, com o desenvolvimento do próprio mercado. Em especial, a partir de soluções de mercado e, além disso, novos modelos de negócio focados no compartilhamento de serviços. 

Siga acompanhando o blog e confira as novidades sobre as próximas fases. Veja também mais detalhes sobre as transformações que devem ocorrer no sistema financeiro brasileiro a partir da implementação do Open Banking.

> Open Banking: o que muda com a regulamentação

> Open banking e a segurança das operações para o usuário

Deixe o seu comentário