Carregando

Pix: Pagamentos instantâneos é a nova tecnologia do momento

Por banco-topazio | 22 de abril de 2020

A nova forma de pagamento instantâneo divulgada pelo Banco Central do Brasil (BACEN): Pix deverá ser lançado a partir de novembro deste ano e promete ser a nova revolução tecnológica que irá promover a inovação e o surgimento de novos modelos de negócios no Brasil.  Assim como já ocorre em outros países, o Pix vem para mudar a forma como nos relacionamos com o dinheiro.

Com a agilidade da transmissão das informações nos dias atuais, não se pode mais esperar 24 horas para compensar a transferência de um pagamento. Atualmente, as transferências de recursos financeiros devem acontecer durante horários e dias comerciais. Ou seja, nada de receber aquele valor esperado durante o final de semana ou à noite.

O novo modelo promete ser mais eficaz do que as opções existentes atualmente, como cartões de crédito, débito ou dinheiro em espécie, já que as transferências entre contas ocorrerão instantaneamente.

Atualmente, os bancos disponibilizam alguns formatos para envio de recursos entre pessoas físicas e jurídicas com custos para os clientes, limite de valores e disponíveis, na maioria dos casos, apenas durante horários comerciais. Confira as características das opções existentes hoje:

– Transferência Eletrônica Disponível (TED), modalidade em que o dinheiro enviado é creditado em até 30 minutos conta de destino, podendo, ainda, ser compensado até às 17 horas do mesmo dia. 

– Documento de Ordem de Crédito (DOC), em que o dinheiro é compensado somente no dia seguinte, podendo levar mais de um dia útil caso a transferência seja feita após às 22h ou entre contas de bancos diferentes. Nesta modalidade, o valor permitido para transferência é de até R$ 4.999,99.

Pix: pagamentos instantâneos

O Pix pretende conectar fintechs, varejistas, pessoas, governos, bancos tradicionais e digitais por meio de um único sistema que permitirá a transferência de dinheiro entre contas de maneira instantânea, online e com taxas na margem de centavos. 

As operações poderão ser realizadas em qualquer horário do dia, inclusive em finais de semana e feriados. Também haverá a possibilidade da criação de QRCode, com informações referente a uma cobrança,  o que significaria a substituição das emissões de boletos. O QRCode poderá ser criado tanto por quem está realizando uma cobrança (um estabelecimento, por exemplo) tanto por quem está pagando. 

Quer receber conteúdos como esse por email? Inscreva-se na nossa newsletter!
É só preencher seus dados no final da página.

A única exigência para usar o Pix é que, tanto quem envia como quem recebe, deve ser titular de uma conta bancária registrada no Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI). E para incentivar o seu uso, o BACEN promete já a partir do primeiro dia ser possível pagar guias de impostos da União diretamente no Pix. 

Na prática, isso significa que um pagamento efetuado em uma sexta-feira, às 20h, será creditado na conta do cedente no mesmo instante. Isso trará um impacto bastante significativo para todo o mercado.

Divulgaremos por aqui mais informações sobre essa nova modalidade de pagamento e as novidades sobre lançamento e usabilidade. Acompanhe!

Fique por dentro de tudo sobre o Pix aqui!

 

Deixe o seu comentário