Carregando

Medidas emergenciais anunciadas para ajudar a amenizar os efeitos da crise econômica nos negócios

Por banco-topazio | 3 de abril de 2020

*O Banco Topázio busca com esse conteúdo apenas divulgar através do Blog Mais Negócio as iniciativas do governo e demais instituições que possam auxiliar os micro e pequenos negócios nesse momento difícil. Não temos qualquer tipo de vínculo com essas instituições nem fazemos parte dos bancos participantes dessas ações.

 

Em plena pandemia provocada pelo Coronavírus e suas consequências no cenário econômico, é importante estar atento às informações e ações que vem sendo adotadas, tanto pelos poderes públicos, quanto pelas instituições financeiras para apoiar as empresas.

Para manter os leitores do Blog Mais Negócio informados, estamos selecionando as principais delas em um compilado de posts com orientações e dicas que possam ser úteis para quem está à frente de um negócio.

Já publicamos as principais iniciativas anunciadas pelo Banco Central (BACEN) e Federação de Brasileira dos Bancos (FEBRABAN). Agora, vamos falar sobre as medidas emergenciais anunciadas recentemente pelo BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento) para ajudar o país a enfrentar os efeitos econômicos e impactos sociais da pandemia. Apesar do Banco Topázio não ser habilitado junto ao BNDES achamos de fundamental importância nesse momento informar e orientar nossos clientes e leitores sobre as medidas ofertadas pelo mercado que possam auxiliar nesse momento de crise.

Confira um breve resumo de cada uma delas:

Capital de Giro

O objetivo desta medida é oferecer crédito rápido e flexível para negócios com faturamento anual de até R$ 300 milhões até 30.09.2020, com limite de financiamento de até R$ 70 milhões por ano. Para solicitar o financiamento, é preciso procurar um agente financeiro credenciado do BNDES, que pode ser um banco ou uma agência de fomento. Confira a lista completa dos agentes financeiros credenciados.

Confira neste vídeo os 5 passos para obter o seu capital de giro:

Linha emergencial para o setor da saúde

Este programa visa crédito para ampliação imediata da oferta de leitos emergenciais, bem como de materiais e equipamentos médicos e hospitalares. Empresas de outros setores que buscam converter suas produções em equipamentos e insumos para saúde também serão contempladas. Com os recursos do programa, estima-se, que a quantidade de leitos de UTI seja ampliada em 3 mil, o equivalente a mais de 10% da disponibilidade atual de leitos do SUS no país. O número de respiradores pulmonares deverá aumentar em 15 mil, o correspondente a 50% da demanda total do SUS prevista para os próximos 3 meses a partir de março de 2020. Os monitores aumentarão em 5 mil (20% da demanda do SUS para os próximos 4 meses a partir de março de 2020).

Suspensão de pagamentos

Possibilidade de suspensão temporária por prazo de até seis meses de amortizações de empréstimos contratados junto ao BNDES, nas modalidades direta e indireta às empresas afetadas pela crise. Nas operações diretas, o pedido de suspensão deve ser encaminhado ao BNDES. Em operações indiretas, a interrupção deverá ser negociada com o agente financeiro que concedeu o financiamento.

Recursos para o FGTS

Para auxiliar os trabalhadores afetados pela crise do Coronavírus, o BNDES aprovou a transferência de R$ 20 bilhões do PIS-PASEP para o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), possibilitando saques de acordo com os critérios estabelecidos pelo governo federal. Confira aqui condições e documentos necessários para saque do FGTS.

A pandemia provocada pelo Coronavírus está impactando o mundo inteiro. Além de cuidar da sua saúde e da saúde das pessoas à sua volta, é importante estar atento também à saúde financeira da sua empresa. Fique atento às notícias e saiba mais sobre as medidas que vem sendo adotadas pelo BNDES aqui.

Deixe o seu comentário