Carregando

8 Dicas para começar o ano com as finanças do seu negócio em dia

Por banco-topazio | 5 de janeiro de 2021

Listamos algumas dicas práticas e fáceis para você organizar as finanças do seu negócio em 2021

 

O ano de 2020 foi desafiador para todos. A crise econômica e as incertezas em relação ao futuro trouxeram impacto nos negócios. Algumas organizações fecharam, outras se endividaram e muitas tiveram que repensar sua forma de atuação. E, principalmente, reavaliar custos e reestruturar seu planejamento financeiro. 

 

Ainda que tenha sido um ano atípico, uma coisa é certa: a gestão financeira dos negócios é fundamental. Registrar os custos e mensurar receitas é primordial quando se quer traçar um plano para o andamento da empresa e até mesmo qualificar as decisões.

 

A falta de organização financeira pode prejudicar a saúde das empresas, resultando em dívidas e juros que podem inviabilizar o negócio. 

 

E se tem uma coisa que a crise sem precedentes enfrentada em 2020 ensinou foi que ter uma reserva de emergência pode fazer toda a diferença quando se tem que lidar com imprevistos. 

Quer receber conteúdos como esse por email? Inscreva-se na nossa newsletter!
É só preencher seus dados no final da página.

 

Pensando nisso, reunimos 8 dicas para você começar o ano de 2021 com as finanças do seu negócio em dia

 

1)    Comece fazendo um plano de contas

O plano de contas é o conjunto de todas as contas que representam as movimentações financeiras da empresa. Em outras palavras, é uma lista com todas as entradas e saídas, incluindo receitas, despesas, custos e investimentos. Tudo isso deve estar registrado de maneira padronizada. Ou seja: os números precisam ser colocados sempre seguindo um mesmo modelo. O objetivo é facilitar o cruzamento de dados com anos anteriores, possibilitando fazer análises, comparações e projeções.

                                                                        

O plano de contas é uma excelente forma de dar clareza ao empresário. Ele ajuda a evitar esquecimentos de despesas que podem pegar a empresa desprevenida. Também é uma ótima forma de qualificar a tomada de decisões, pois traz uma dimensão das finanças do ano todo. 

 

Quer dicas e um passo a passo de como elaborar um plano de contas eficiente? Acesse aqui.

 

2)    Avalie os números e faça projeções

 

Depois de estruturar o plano de contas, é importante definir algumas métricas para avaliar os números e fazer projeções. Ou seja: é importante estabelecer indicadores para acompanhar a saúde financeira do seu negócio periodicamente. De nada adianta registrar todos os meses no plano de contas as entradas e saídas. É importante olhar para esses números constantemente. Isso pode ajudar a identificar os erros de operação, saber quais são os serviços ou produtos mais lucrativos e, eventualmente, oportunidades de investimentos. Entre os índices que costumam ser acompanhados na gestão financeira estão: EBITDA, Lucro Líquido e Lucro Bruto. Entenda as características de cada um e saiba como calcular.

 

3)    Elabore um plano para as dívidas

Se você está iniciando o ano endividado, é fundamental pensar em uma estratégia para sair do vermelho. O primeiro passo é saber exatamente qual o tamanho da dívida. É importante considerar empréstimos e financiamentos, registrando também para quem, quanto e há quanto tempo deve. Em seguida, deve-se mapear todos os custos e pensar quais despesas podem ser reduzidas ou eliminadas. Outro aspecto importante é entrar em contato com seu credor e tentar negociar a dúvida. Eventualmente, você poderá tentar reduzir o valor dos juros ou conseguir um prazo maior para o pagamento. Neste post aqui tem mais dicas de como sair da inadimplência.

 

4)    Reduza os custos

Quando se tem clareza de todas as contas da empresa, é possível traçar um plano para reduzir despesas. Às vezes pequenas atitudes podem trazer impactos significativos ao final do mês ou de um ano. Em outros casos, é importante fazer cortes mais drásticos. Entre alguns pontos importantes na hora avaliar uma redução orçamentária, é negociar com fornecedores. Outro aspecto que deve ser considerado é avaliar se é mesmo a hora de contratar pessoas novas. Em alguns casos, é possível redistribuir as atividades, realizando treinamentos de forma a manter a equipe enxuta. A questão do estoque também é importante. Quando se vive um momento de crise, é preciso avaliar a necessidade de se manter um estoque, principalmente daqueles produtos de baixa rotatividade. Confira mais dicas de como reduzir os custos do seu negócio.

 

5)    Defina prioridades e metas realistas

O que é mais importante para o seu negócio? Onde você quer chegar? Qual o caminho para alcançar o seu objetivo? O que você precisa fazer? Por quanto tempo? Essas são algumas perguntas que você precisa ter em mente quando for o momento de definir as prioridades e as metas para a sua empresa. Se você não tiver clareza do seu objetivo, fica muito mais difícil de alcançar. As metas financeiras funcionam como uma espécie de guia. Servem como um direcionamento na hora de tomar decisões. E é muito importante que você estabeleça metas realistas, possíveis de serem alcançadas e compatíveis com o seu negócio.

 

Neste link do Sebrae, você encontra uma ferramenta voltada para PMEs que auxilia no processo de definição de metas. O material foi elaborado por Marcelo Nakagawa, professor e coordenador do Centro de Empreendedorismo do Insper – Instituto de Ensino e Pesquisa.

 

6)    Utilize um gerenciador financeiro

Existem várias formas de registrar e acompanhar os números do seu negócio. Você pode utilizar uma simples planilha no Excel ou até mesmo fazer uso de plataformas específicas para isso. Hoje, existem aplicativos para smartphones criados justamente para facilitar o dia a dia da gestão financeira. Confira algumas dicas aqui.

 

Independente da plataforma ou ferramenta utilizada, o mais importante é manter as informações em dia e acompanhar.

 

7)    Informe-se sobre gestão financeira o ano todo

Se existe vantagem da internet e da tecnologia nos dias de hoje, o fácil acesso a conteúdos relevantes é uma delas. Além dos veículos tradicionais da imprensa, que trazem diariamente notícias sobre o cenário econômico brasileiro e mundial – há ainda inúmeros outros canais com informação qualificada. Uma forma interessante de se informar e que pode facilmente ser adaptada ao dia a dia são os podcasts. A facilidade de poder ouvir ao mesmo tempo em que se faz outra coisa cotidiana, como dirigir ou fazer seu exercício físico matinal, faz com que esse tipo de plataforma venha conquistando cada vez mais adeptos. Aqui neste post nós listamos cinco dicas de programas imperdíveis para quem está à frente de um negócio.

 

8)    Crie uma reserva de emergência

Essa dica vale tanto para as pessoas, quanto para as empresas. Ter um dinheiro guardado como reserva para ser usado em casos de emergência é fundamental. Principalmente em momentos de crise, como o que enfrentamos em 2020 por conta do Coronavírus. No caso de empresas, as reservas podem ser úteis quando se perde um volume grande de clientes, crises econômicas que atingem o setor, entre outros problemas. Ter um fundo em caixa, permite que o empresário consiga quitar a folha de pagamento, por exemplo, e até garantir a sobrevivência do negócio até que a situação se estabilize.

 

Veja neste vídeo algumas dicas para fazer um fundo reserva para sua empresa: 

 

Siga acompanhando o Blog Mais Negócio e confira outras dicas sobre gestão financeira.

 

Deixe o seu comentário