Carregando

Dicas de Segurança Digital para Transações Bancárias

Por banco-topazio | 23 de outubro de 2019

Na Semana da Segurança Digital, separamos algumas dicas para você proteger os seus dados

 

Atualmente, com o avanço da tecnologia e utilização de meios digitais, os bancos têm utilizado estes canais para facilitar as transações para os seus clientes. Os usuários obtêm diversas vantagens como praticidade e economia de tempo, já que para muitas transações não é mais necessário dirigir-se até agências físicas. Hoje você consegue investir, solicitar empréstimo, pagar contas, são diversas possibilidades de serviços bancários através da internet.

Os bancos investem fortemente em sistemas de segurança para garantir a tranquilidade de seus usuários. Mas não basta esse forte investimento em segurança se os usuários não participarem também desse sistema de proteção. O crime cibernético, que refere-se a atividades ilegais praticadas na internet, vem focando nas pessoas, já que encontra essa grande barreira de mecanismos de segurança por parte dos Bancos.

Com o objetivo de contribuir para a conscientização e prevenção de fraudes, a FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos) está promovendo uma campanha de segurança digital. Diversas instituições financeiras parceiras, incluindo o Banco Topázio, estão abordando esse tema em seus canais no intuito de informar e proteger os clientes de tentativas de fraude.

Dessa forma, reunimos algumas dicas simples para ajudar na realização de transações de forma segura:

 

1. Senhas 🔐

Apesar de ser um tema muito abordado, as senhas ainda são uma porta de entrada para estes crimes cibernéticos. Portanto, muita atenção nas senhas de acesso a sua conta bancária e cartões.

– Não utilize senhas que possam ser facilmente descobertas, como data do seu aniversário e de familiares, sequência de números, de documentos de identificação, endereço, entre demais dados pessoais. Pense uma senha que dificilmente seria descoberta e a memorize.

– Troque a sua senha periodicamente.

– Nunca aceite ajuda de estranhos ao utilizar caixas eletrônicos, aplicativos, internet banking ou central de relacionamento com Bancos.

– E o mais importante: NUNCA forneça a sua senha e outras informações sigilosas. Um dos golpes que ocorrem com frequência é de pessoas entrando em contato com clientes por telefone, whatsapp e outros meios, se identificando como banco, oferecendo empréstimos e outras propostas e pedindo que o usuário confirme seus dados e senha.

 

Desconfie sempre: Instituições financeiras sérias não entram em contato para coletar esses dados. Ligue para o seu gerente de conta, entre em contato por um canal oficial do banco, fique atento e proteja-se.

 

2. Cartões 💳

Outro ponto importante para garantir a sua segurança são os cuidados com a utilização de cartões, tanto de débito como de crédito.

– Ao utilizá-lo em compras na Internet, confira se o site que utilizará é confiável. Para fazer essa verificação, você pode pesquisar o nome do site no Google ou Reclame Aqui. Também pode conferir se o site possui o selo do Certificado Digital de Segurança.

– O seu cartão é de uso pessoal, não é recomendado que você entregue-o para outra pessoa usar e nem permita que estranhos o examinem sob qualquer pretexto. Pode ser realizada a troca ou memorização das informações sem que você perceba.

– Jamais deixe a senha junto ao seu cartão.

– Ligue imediatamente para a Central de Atendimento de seu banco em caso de roubo, perda ou extravio. Busque sempre esses canais de contato no site ou redes sociais oficiais, cartão ou contrato de conta da Instituição Financeira. Solicite o cancelamento e registre um boletim de ocorrência, que pode ser realizado em uma delegacia próxima ou online.

– No caso do seu cartão ficar preso no caixa eletrônico, entre em contato imediatamente com o banco ou procure um funcionário que esteja identificado. Não digite a sua senha nem aperte as teclas “ANULA” ou “CANCELA”;

– Nunca acesse a sua conta pelo celular de desconhecidos, pois os dados podem ficar armazenados no aparelho.

– Ao realizar compras, sempre solicite o comprovante do cartão e verifique se o valor está correto.

 

3. Segurança na Internet

Atualmente, é muito comum utilizarmos canais digitais para fazermos transações bancárias. Essa prática traz comodidade, mas é preciso estar atento para manter a sua segurança nessas operações.

– Tenha sempre um software de antivírus instalado em seu celular e computador para monitorar possíveis tentativas de ataque. Saiba mais sobre o que são e quais os tipos de vírus aqui.

– Apenas realize suas transações em computadores próprios, não utilize computadores públicos em lan houses, aeroportos e aparelhos de terceiros.

– Não abra e-mails de remetentes desconhecidos, nem clique em arquivos ou links recebidos por esses contatos. Eles podem conter vírus e captar informações do seu computador ou celular.

 

4. Boleto de Cobrança

Esse meio é utilizado para pagamento de produto ou serviço prestado por um fornecedor. Com o boleto de cobrança, o beneficiário – emissor do boleto – receberá em sua conta o valor que você pagará.

– Confirme se os dados do beneficiário que constam no boleto são realmente de quem lhe vendeu o produto ou serviço.

– Confira se o nome do banco impresso no boleto está de acordo com o código do início da linha digitável.

Neste link, você pode consultar o código de compensação da instituição financeira que deseja. Em caso de dúvidas, sempre entre em contato diretamente com o fornecedor que lhe entregou o boleto.

 

Essas e outras boas práticas garantem que você faça as suas transações financeiras com segurança e tranquilidade. No site da Febrabran você encontra a cartilha criada pelo Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT.br), com essas e outras dicas importantes.

Você também pode conferir um site desenvolvido exclusivamente para a campanha de Segurança Digital da Febraban, com demais dicas para combater golpes e fraudes.

 

Fonte: Febraban

 

Deixe o seu comentário