Carregando

Descubra qual é o melhor investimento para seu negócio

Por banco-topazio | 13 de junho de 2019

“Investir é coisa de gente rica”. Essa frase ficou no pensamento da população brasileira por muito tempo. Mas, com o avanço da tecnologia e a praticidade que ela proporciona, o mundo dos negócios mudou, assim como a maneira como as pessoas enxergam os investimentos.

Hoje, investir é uma prática acessível para todos, independentemente do ramo em que você trabalha. Isso quer dizer que é possível fazer investimentos que ajudam o seu negócio de diferentes maneiras. Pensando nisso, trouxemos algumas informações para que você entenda quais são os melhores tipos de investimento para sua empresa:

 

Tipos de investimentos

Em primeiro lugar, você precisa saber que os investimentos são divididos entre renda fixa e renda variável. Mas o que é isso? Para ajudá-lo, vamos começar explicando as opções disponíveis no mercado. Confira:

 

Investimento de renda fixa

É como se você emprestasse dinheiro para alguém (bancos, governo), recebendo o valor de volta com juros. Na hora de fazer o investimento, já é possível conhecer as taxas e a rentabilidade da aplicação. Esse tipo de investimento conta com a segurança do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que cobre até R$ 250 mil, e com a flexibilidade de poder começar investindo apenas R$ 30. Vamos conhecer alguns investimentos de renda fixa?

 

Tesouro Direto

Título público de renda fixa, o Tesouro Direto reúne aplicações negociadas diretamente com o governo. Um ponto bastante atrativo desse tipo de investimento é a segurança. Mesmo que não conte com a garantia do FGC, partimos do princípio que, se o País quebrar, nenhum investimento será rentável. Ele é dividido em três categorias:

 

Tesouro prefixado: as taxas de juros são definidas no início do contrato. Mas atenção: mesmo com a segurança de saber exatamente quanto você resgatará no vencimento, existe o risco do seu dinheiro desvalorizar, caso a inflação futura seja maior do que os juros definidos na contratação.

Tesouro IPCA: uma parte dessa renda é fixa e a outra, variável. Isso porque ele paga uma taxa já definida no momento da compra, mas o valor aplicado também sofre o impacto da inflação do período, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Tesouro Selic: ​a Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira. Isso significa que sua rentabilidade está diretamente ligada ao principal índice utilizado pelo Banco Central (BC) para controlar a inflação. Devido à sua liquidez (ou seja, a rapidez com que você consegue sacar seu dinheiro sem sofrer prejuízos), que é diária, é indicado para manter seu fundo de emergência.

 

Vantagens
De fácil comercialização – o governo recompra os títulos a qualquer momento -, apresenta baixo risco, já que a rentabilidade acompanha os índices oficiais do País.

Desvantagens
Com exceção do Tesouro Selic, é um investimento de médio e longo prazo que deve ser mantido até o vencimento, já que o resgate antecipado pode gerar prejuízo. Não é ideal para o empresário que, às vezes, precisa buscar em seus investimentos dinheiro extra para não fechar o caixa no vermelho.

 

CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) significa que você está emprestando seu dinheiro diretamente para o banco. Em troca, a instituição paga juros, combinados no acerto do contrato. Mas é preciso ter um valor mínimo inicial de de R$ 1 mil. O CDB é dividido em três categorias:

 

Prefixado: a remuneração é acertada de acordo com uma porcentagem fixa. Ou seja, ao comprar o título, você saberá exatamente quanto vai receber no vencimento, sem qualquer influência do mercado. Mas, assim como no Tesouro prefixado, existe o risco do seu dinheiro desvalorizar em função de uma inflação futura mais alta.

Pós-fixado: a remuneração é variável de acordo com o Certificado de Depósito Interbancário (CDI), ou seja, pela média de taxas de juros nos empréstimos entre bancos para fechar o dia com saldo positivo.

Híbrido: assim como no Tesouro, esse tipo de CDB acompanha as variações do IPCA. Mas, além dessa variação, o título também paga uma taxa fixa determinada antecipadamente, isto é, prefixada.

 

Vantagens
Os bancos menores costumam pagar bem mais do que 100% do CDI em juros e, caso quebrem, o FGC garante o recurso investido. Então, se você tem uma quantia maior do que essa, distribua entre diferentes aplicações, pois, se o recebedor for à falência, você terá o valor investido de volta por completo.

Desvantagens
Dependendo do plano escolhido, o prazo de resgate pode ser grande, inviabilizando a cobertura de necessidades de curto prazo e urgências financeiras do negócio.

 

LCI E LCA

A Letra de Crédito Imobiliário (LCI) é um investimento no setor de imóveis. Já a Letra do Crédito Agropecuário (LCA) é o investimento no agronegócio. Ou seja, a diferença entre os dois é o destino do empréstimo. E assim como nos outros investimentos, você pode escolher entre as formas pré-fixado (taxa fixa) ou pós-fixado (taxa atrelada a um indexador).

 

Vantagens
Esse tipo de investimento tem isenção de imposto de renda, então, sua rentabilidade se torna bem interessante, já que o investidor não terá valores descontados na hora do resgate.

Desvantagens
Como há diferentes modalidades, é preciso aprofundar um pouco o conhecimento no mundo dos investimentos e ficar atento às datas de vencimento e às condições aplicadas para evitar perdas.

 

Investimento de renda variável

Nesta categoria, a rentabilidade é mais instável. É verdade que é possível ganhar mais dinheiro, mas o risco de perder também é maior, já que fatores como a situação do País e das empresas nas quais você irá investir impactam diretamente no rendimento.

Esse tipo de investimento conta com uma bastante conhecida: as ações. Elas representam um percentual das empresas que têm capital aberto no mercado, ou seja, ao comprar uma ação, você se torna sócio da empresa, fazendo parte tanto dos lucros quanto dos prejuízos.

Para comprar uma ação, você deve se cadastrar na Bolsa de Valores e participar dos leilões. Como exemplo de empresas com capital aberto no Brasil, podemos citar: Ambev, Itaú, Petrobras e Magazine Luiza.

 

Vantagens
Já não é novidade que as ações trazem mais chances de ganhos. E ainda é possível acompanhar os preços das ações em tempo real e vendê-las ou comprá-las instantaneamente.

Desvantagens
Também não é novidade que seu dinheiro pode ser seriamente comprometido, sem possibilidade de retorno. Procure estudar bastante sobre investimentos em ações para diminuir os riscos de perdas.

 

Mas, afinal, como saber qual é o melhor investimento para o seu negócio?

Não existe uma resposta objetiva ou “fórmula mágica” que diga qual é o melhor investimento no seu caso específico. É importante que, com as informações que demos aqui, junto à análise do seu perfil empreendedor, você chegue à conclusão do que é melhor para seu negócio.

Por exemplo: se você tem um perfil mais conservador, que busca investimentos que tenham a segurança como princípio número um, é recomendável que a maior parte do dinheiro seja destinado à renda fixa.

 

No entanto, focar todos os recursos em um só tipo de aplicação, apesar de mantê-lo na sua zona de conforto, limita o crescimento da sua empresa. Sim, é importante ter garantia de retorno, mas variar as formas de aplicação pode trazer melhores resultados. Assim, as alternativas de renda variável começam a ser atrativas.

Você concorda que investir deixou de ser tão complexo? Se você estiver sempre ligado às opções de crescimento do seu negócio, fica mais fácil se colocar à frente da concorrência, aproveitando o presente para planejar o futuro. Aposte em algum tipo de investimento e tire seus planos do papel!

 

Ao se planejar, os objetivos ficam mais perto de serem alcançados. Investir seu dinheiro hoje significa utilizá-lo com sabedoria no futuro. Então, busque uma instituição financeira que esteja ao seu lado para ajudar no sucesso do seu negócio.

 

 

Deixe o seu comentário